terça-feira , 22 Maio 2018

No Banner to display

Viaduto da Rua Três e Meio é entregue sem iluminação após 8 anos de obras, em Porto Velho

Compartilhe:

A obra do viaduto da Rua Três e Meio foi entregue oficialmente, nesta segunda-feira (11), após oito anos da assinatura do contrato de construção. O Ministro de Transporte, Maurício Quintela Lessa, esteve presente na entrega da obra, juntamente com o governador Confúcio Moura (PMDB). Embora a obra tenha sido entregue, a iluminação não foi concluído a tempo no local.

De acordo com o analista de infraestrutura e transporte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e fiscal da obra do viaduto da rua Três e Meio, Emanuel Neri Piedade, a obra não estava atrasada.

“Não tivemos atraso, a obra deveria ser entregue no fim de novembro. Contudo, o Dnit optou por fazer a entrega em dezembro, com todos os dispositivos funcionando”, explicou Neri.

Após entrega da obra trânsito foi liberada pra os motoristas de Porto Velho (Foto: Hosana Morais/G1) Após entrega da obra trânsito foi liberada pra os motoristas de Porto Velho (Foto: Hosana Morais/G1)

Após entrega da obra trânsito foi liberada pra os motoristas de Porto Velho (Foto: Hosana Morais/G1)

Segundo o diretor geral do Dnit, Valter Casimiro, a iluminação do viaduto não é de responsabilidade da instituição, mas por questão de segurança será feita e entregue em 2018.

“O Dnit é responsável pela infraestrutura. O cidadão paga a taxa de iluminação para a prefeitura, que responsável pela iluminação. Mas, quando o Dnit identifica que tem problema de segurança, ele faz um projeto separado, que é o que estamos fazendo. A prefeitura doou o projeto e estamos em fase de aprovação. O projeto será licitado no início do ano e é questão de três a quatro meses para entregar a obra”, informou Casimiro.

Obra foi entregue pelo Ministro de Transporte e demais personalidades  (Foto: Hosana Morais/G1) Obra foi entregue pelo Ministro de Transporte e demais personalidades  (Foto: Hosana Morais/G1)

Obra foi entregue pelo Ministro de Transporte e demais personalidades (Foto: Hosana Morais/G1)

O ministro de Transporte, Maurício Quintela Lessa, informou que além de recuso do Governo Federal, as obras dos viadutos têm recursos da bancada federal de Rondônia.

“Eu estive há menos de um ano para inauguração do trevo do Roque, uma obra que vinha se arrastando. O Governo Federal conseguiu entregar os viadutos com recursos próprios e também da bancada federal. Isso possibilitou o avanço das obras das travessias urbanas de Porto Velho”, disse o ministro.

Sobre os demais viadutos, o diretor do Dnit informou que serão entregues em 2018.

“A conclusão do trecho é até o ano que vem, então ao longo de 2018 os viadutos serão entregues. O Dnit colocou mais R$ 5 milhões, um recurso da obra total”, diz.

Motoristas  terão acesso a Avenida Rio de Janeiro após acessar o viaduto da rua Três e Meio (Foto: Hosana Morais/G1) Motoristas  terão acesso a Avenida Rio de Janeiro após acessar o viaduto da rua Três e Meio (Foto: Hosana Morais/G1)

Motoristas terão acesso a Avenida Rio de Janeiro após acessar o viaduto da rua Três e Meio (Foto: Hosana Morais/G1)

Trajeto

Segundo o Neri, o viaduto vai desafogar a quantidade de veículos na BR-364.

  • O acesso ao viaduto será feito pela marginal da BR-364, para pessoas que estão voltando do sentido Rio Branco (AC) para Porto Velho.
  • Antes de chegar ao viaduto do trevo do Roque, é necessário pegar a marginal do lado direito.
  • Através da marginal é possível acessar o viaduto.
  • O viaduto dá acesso à Avenida Rio de Janeiro.
  • Motoristas que seguem pela Avenida Jorge Teixeira podem pegar o viaduto para ir à Zona Sul, não sendo necessário mais seguir até a Avenida Jatuarana.

Viaduto da Rua Três e Meio teve as obras retomada pelo Dnit em Porto Velho em maio deste ano (Foto: Hosana Morais/G1) Viaduto da Rua Três e Meio teve as obras retomada pelo Dnit em Porto Velho em maio deste ano (Foto: Hosana Morais/G1)

Viaduto da Rua Três e Meio teve as obras retomada pelo Dnit em Porto Velho em maio deste ano (Foto: Hosana Morais/G1)

Obras

As obras dos viadutos de Porto Velho foram lançadas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em 2009 e deveriam ser concluídas em 2012. O primeiro contrato para a construção foi entre a prefeitura e a construtora Camter, mas o serviço foi paralisado em julho de 2010.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Projetos e Obras Especiais (Sempre) ao MPF-RO, depois de executar 40% dos serviços e receber mais de R$ 41 milhões, a Camter pediu e obteve junto à prefeitura uma rescisão contratual ‘amigável’.

Já em 2011, a nova licitação contratou a empresa Egesa. Em uma audiência pública promovida pelo MPF, em 29 de agosto do mesmo ano, a prefeitura assumiu o “compromisso de concluir todas as obras relativas à edificação dos seis viadutos e das marginais da BR-364, até, no máximo, dezembro de 2012”. A Egesa parou os trabalhos em agosto de 2012, realizando apenas 19,51% do contratado.

Em maio de 2014, um novo processo da licitação foi aberto para a retomada das obras dos viadutos. A empresa vencedora foi a Equipav Engenharia Ltda. Madecon e Concresolo foi habilitada e desde então é a responsável pelo serviço.

Veja Também

a147d32996b9cbb487ae2156d6ee9b3619052018153633_161157

Carreta bi trem tomba de ponte e motorista morre preso as ferragens em São Domingos do Guaporé

Na tarde desta sexta-feira (18), uma carreta carregada com 40 toneladas de milho tombou ao …

No Banner to display



Deixe seu Comentário

comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *